Wednesday, June 29, 2005

Great Expectations

Estava eu hoje a arranjar-me e a pensar em fazer a minha barba quando, em frente ao espelho, dei por mim a pensar como fiz/faço planos para uma série de coisas que nem sequer tenho a certeza que existam.
Dei por mim a pensar que tenho expectativas em relação a um sem número de situações e apercebi-me que tudo o que disse de não ter expectativas e de assim poder aproveitar ao máximo o prazer que as coisas nos dão é algo que não sou capaz…
Quando há uns meses enveredei por este caminho avisaram-me que não seria eu se perdesse o meu hábito (às vezes irritante) de extrair conclusões de tudo, ou, quando não sou capaz de tirar elações então que fico a remoer o assunto. Avisaram-me também que eu tinha tendência para formar expectativas rapidamente.
É verdade, formo expectativas, muitas vezes não se concretizam nem sequer ficam próximas mas de facto não sou capaz de não formular desejos quanto ao futuro e ao que desconheço.
Será que me desiludo muito?
Não sei, mas pergunto, se não tivermos as nossas expectativas dos outros, das situações, dos lugares, etc., não estaremos a perder uma parte da nossa vida?
Afinal não é a fantasia um dos principais condimentos da vida?
Resta-me moderar as expectativas e esperar que elas se concretizem (ou não…)

5 Comments:

Blogger Ginja said...

Acho que somos todos muito iguais nessas coisas ... Expectativas e inseguranças andam sempre de mãos dadas . Nem sempre se consegue levar a melhor sobre elas, mas é preciso ir arriscando e pode ser que um belo dia a vida se acerte connosco . Ou não, mas se nunca tentarmos também nunca vamos saber .

June 29, 2005 3:30 PM  
Anonymous Just Me :) said...

As expectativas e as metas que um dia sonhamos e que depois alcançamos dão-nos a sensação de vitória (a qual está, normalmente, ligada à alegria). Nunca devemos desistir que as formular sob pena de perdermos este precioso bem.

Torna-se necessário saber que as expectativas e as metas não se medem só em "altura", mas que a sua "largura" também conta: quanto mais restritas forem, mais sufocantes se podem tornar e mais desilusões podem trazer.

Sonhar com o campo de papoilas não é necessariamente pior ou menos ambicioso do que sonhar só com o carreiro que lá passa no meio. E sempre tem mais potenciais surpresas agradáveis ;)

June 29, 2005 9:55 PM  
Blogger Salta Pocinhas said...

Luis... expectativas não me faltam, mas davam jeito mais duas ou três para tirar as outras do pensamento ;)
Parece uma redundância, mas não é! Queremos mais, muito mais! Senão, que piada é que tem???
Mas porque é que eu não nasci com jeito para as artes, ou algo do género?!?
P.S. Raios partam os acertos da edp!!!!!!!!!!! Grrrrrrrr

June 30, 2005 10:56 AM  
Blogger Toranjinha said...

Mas é através das expectativas que nós criamos que seguimos em frente. Não querer, não ambicionar, não querer lutar é um defeito horroroso. Não tem mal nenhum querer estar um pouco mais à frente. Ainda que isso nos torne mais ambiciosos, por vezes. Mas, a mim, a falta de ambição e de espírito lutador numa pessoa é algo que me choca... muito...

July 01, 2005 12:33 AM  
Blogger Toranjinha said...

(Quando falo em "estar mais à frente" é, precisamente, colocar o nosso pensamento à frente do tempo... é sonhar o futuro... não sei se me expliquei bem...)

July 01, 2005 12:35 AM  

Post a Comment

<< Home