Saturday, June 18, 2005

"The long and windy road"


Quem diria que eu que sempre fui temerário nas minhas decisões estivesse agora tão aflito.
Tomo todas as decisões depois de pensar várias vezes, remoer e voltar a rever.
Escolhi este caminho que não sei onde me leva nem sequer se é o melhor. É um caminho solitário - é o meu Caminho de São Tiago, percorro sozinho a estrada e espero no fim encontrar o que procuro.
O que procuro? Ser aquilo que sempre sonhei e ter comigo, a meu lado, a pessoa que eu escolher e que me aceite com os meus vicios, as minhas manias, as minhas más disposições, o meu mau humor militante mas também que sinta o meu amor e o meu carinho... Posted by Hello

6 Comments:

Blogger Ginja said...

Este título... tu também gostas de Beatles ou foste buscar isto a outro lado qualquer ? ( só por curiosidade ...)

June 18, 2005 6:47 PM  
Anonymous Anonymous said...

Às vezes a intuição tb pode ser uma boa conselheira...«Atira o teu coração para a frente e corre logo em seguida para o agarrares» (proverbio árabe). =)
Gostei do título e da foto. Tudo mt bem conjugado com o texto...

June 18, 2005 6:50 PM  
Blogger Luis said...

Olá Ginja, o titulo foi escolhido de propósito, está ligado à musica dos Beatles (que adoro) e tem esse duplo sentido ;)

June 18, 2005 9:41 PM  
Blogger Ginja said...

Hummm, estou a ver. Só um verdadeiro fã dos FabFour conhece esta canção ;))) , mas é uma canção triste sobre uma estrada que vai sempre dar ao mesmo sítio. É preciso distinguir na vida entre um Caminho de Santiago, uma estrada que vai dar sempre à mesma porta e um "Holzwege" :) Agora que me fazes pensar nisto, a minha vida não é nenhum desses: é um "caminho de pé-posto" . Não sei se isso é bom ou se é mau :P

June 18, 2005 10:25 PM  
Blogger Toranjinha said...

E em vez de procurares, no fim do caminho, aquilo que procuras, não te preocupares antes com a maneira como percorres esse mesmo caminho?
O que conta não é o destino final, mas sim a maneira como o atinges, por isso, as compensações da grande viagem são o próprio facto de tu teres a possibilidade de a fazer...
Relativamente à pessoa que procuras, não penses nela como uma compensação dos teus esforços, como uma recompensa, pensa nela como uma companheira desse mesmo caminho.
E pensa que essa pessoa te tem que "aturar", mas que tu também a tens que aturar a ela... lol É a vida!
Bem, quero dizer, para que estou eu a dizer estas coisas? Isso é mais que óbvio! E eu tenho a sensação que tu deves saber isso... lol Mas, pronto, queria escrever qualquer coisa, não é?
Mas faz sentido o que eu escrevi, ou nem por isso?

June 18, 2005 11:36 PM  
Blogger Luis said...

Faz sentido, muito sentido mesmo.
Não sou da opinião que o fim justifique os meios como Maquiavel defendia.
Não penso também que a pessoa amada seja a recompensa mas sim alguém que precorrerá parte do caminho comigo, outra parte terá que ser percorrida por cada um sozinho (mesmo que exista outro e esteja lá).
Quanto a ter que aturar também, como te disse no teu blog, a medicação ajuda ;)

June 19, 2005 12:05 AM  

Post a Comment

<< Home